Categorias: Notícias

Integrado à natureza, passeio da Rota do Imperador une lazer e História do Brasil Imperial

Novo produto turístico do estado, destino de turismo náutico genuinamente sergipano contempla também Alagoas num percurso de integração

Publicação: 07/04/2023

A bordo do catamarã: diversão e imersão na história do Brasil Imperial

A Rota do Imperador é um novo produto turístico de Sergipe. O itinerário, realizado a bordo de um catamarã pelas águas do Velho Chico, é iniciado em Santana do São Francisco, passando por Neópolis, ambos municípios sergipanos, e Penedo, este em Alagoas. É um passeio integrado à natureza que une lazer, cultura e História do Brasil Imperial.

Trata-se de uma rota turística que revive a expedição histórica feita em 14 de outubro de 1859 por Dom Pedro II, último imperador do Brasil. O historiador Luiz Monteiro, vestido a caráter, representa a figura do ‘Imperador do São Francisco’, como era denominado, apresentando essa experiência com uma narrativa bem-humorada em primeira pessoa.

Com duração de cinco horas e meia, o passeio conta com um belo cenário que expõe o contexto histórico da viagem, apresentado no curso das águas verdes do Rio São Francisco. Ali, é revelada também a exuberância de outras belezas naturais, como a flora intocada pela ação do homem. Assim, a rota do Imperador é mais um produto ofertado aos turistas no mercado nacional e regional. Vem agregar ainda mais ao mix turístico do estado de Sergipe, fortalecendo a região do Baixo São Francisco. Na Rota do Imperador, os visitantes conhecem os atrativos naturais, a cultura, os saberes e fazeres do povo sergipano, em especial o dessa região, que é tão bonita e tão emblemática para o turismo nacional.

 

Roteiro do passeio

A Rota do Imperador é um passeio integrado à natureza

Esse equipamento turístico criado há cerca de seis anos, além de explorar o contexto histórico, também evidencia as potencialidades do Rio São Francisco, assim como das cidades por onde passa. No catamarã, que tem capacidade para 120 pessoas, há uma estrutura com banheiro, sistema de som e cozinha. O itinerário do passeio tem como destino a Ilha do Imperador, em terras alagoanas.

O embarque para a Rota do Imperador acontece no município sergipano de Santana do São Francisco, a 113 quilômetros da capital, Aracaju. Pelas águas do Velho Chico, o catamarã tem como primeiro destino outra cidade sergipana, Neópolis, antes conhecida como Vila Nova do Santo Antônio do São Francisco, onde faz uma parada na reserva ambiental Morro do Aracaré, que, no século XVI, serviu de apoio para o primeiro forte comandado por Maurício de Nassau e as tropas holandesas. Lá, é feito um apelo pela preservação do Rio São Francisco.

Paço Imperial, onde a família real ficou hospedada

O passeio segue para o município alagoano de Penedo, onde o imperador D. Pedro II ficou hospedado. Nessa segunda parada, os passageiros do catamarã são convidados a desembarcar para um city tour, em que são ressaltadas a história, a arquitetura e cultura locais. A parada é feita no letreiro ‘Penedo’ e continua com visitas à Igreja Nossa Senhora do Rosário da Corrente, a primeira da cidade e que é de propriedade particular edificada pela Família Lemos, passando, também pelo Paço Imperial, onde a família real ficou hospedada e onde funciona, hoje, a Pousada Colonial. Por fim, chega-se à Casa do Artesanato da cidade.

A terceira e última parada da Rota do Imperador é na Croa do Rio Belo, em Penedo, na Ilha do Imperador, ápice do passeio. Por duas horas, ocorre a parada para banho no rio, assim como é servido um almoço, cujo cardápio conta com iguarias da culinária litorânea à base de peixes e mariscos. É uma experiência saborosa e divertida.

 

Turismo náutico

Croa do Rio Belo, na Ilha do Imperador, parada para um banho refrescante

Vale destacar que, como um novo destino de turismo náutico, embora contemple Sergipe e Alagoas num percurso de integração, a Rota do Imperador é um roteiro genuinamente sergipano com embarque e desembarque na ‘Capital Sergipana do Artesanato de Cerâmica’, como é conhecida Santana do São Francisco. Desse modo, é um importante equipamento turístico para agregar e fortalecer o que o município tem a oferecer ao turista.

 

Investimento para o passeio

O valor da Rota do Imperador custa, atualmente, R$ 170,00 e inclui almoço e música ao vivo na embarcação. Como não há dias específicos para este passeio, ele é feito somente conforme agendamento para, no mínimo, 20 pessoas. A lotação do catamarã é até 120 passageiros. Detalhe: não é permitido levar cooler, isopor ou bolsa térmica com água e bebidas para a embarcação.