Categorias: Notícias

Sergipe tem áreas propícias para a prática do surfe e com potencial turístico

Caueira, Abaís, Bananas, Coqueirinho, entre outros, são um convite ao esporte e também a conhecer as belezas naturais, artísticas e culturais dos municípios onde estão localizados

Publicação: 19/01/2024

O litoral sergipano, além de bonito e cheio de atrativos turísticos, possui diversas áreas propícias para a prática do surfe tanto como esporte quanto como atividade de lazer. Eventos esportivos, aliás, movimentam toda a cadeia do turismo, estimulando, consequentemente, a economia do estado.

Além de estimularem a prática de atividades esportivas tão salutares, assim como a conexão entre as pessoas, os eventos servem para valorizar, também, as belezas naturais do litoral sergipano. Desse modo, possibilita que turistas e visitantes aproveitem para conhecer outros destaques turísticos, como a arte e a cultura do estado.

 

Picos de surfe

O verão é a estação ideal para os surfistas, que têm boas alternativas de praias no litoral sergipano, onde há picos de surfe. Trata-se de locais privilegiados para a prática desse esporte, onde ‘quebram’ as melhores ondas.

Começando pela região da Grande Aracaju, destaca-se a Praia da Caueira, em Itaporanga D’Ajuda, principal e mais famoso local por proporcionar boas ondas. Localizada a 41 quilômetros da capital, Aracaju, ela é famosa por atrair banhistas devido ao mar com águas mornas, assim como os surfistas, que aproveitam as ondas fortes que possibilitam a prática da modalidade. O espetáculo da natureza é outra atração à parte, com destaque para o exuberante pôr do sol em frente ao mar e que tanto encanta o público.

Na Praia do Saco, no município de Estância, no sul do estado, na região conhecida como ‘Bananas’, o mar tem o fator relevante swell (série de ondas marinhas lisas e uniformes, com intervalos de tempo regulares). Recebeu esse nome por causa de um episódio curioso: conta-se que alguns aventureiros foram surfar nesse lugar e, devido ao fato de o mar estar muito bom para pegar ondas, não quiseram voltar para casa. Tiveram que matar a fome com bananas, a única alternativa de alimentação naquela ocasião.

Outro pico é na Praia do Abaís, também em Estância, num local conhecido como ‘Coqueirinho’, que ganhou esse nome pelo fato de existir uma plantação de coqueiros em frente ao pico. Já em Aracaju, os melhores picos são na área conhecida como ‘Bomba’, que fica em frente aos Lagos da Orla da Atalaia, na Praia da Cinelândia; e também na Praia de Thermas, no município de Pacatuba, no litoral norte sergipano.