Categorias: Notícias

Verão Sergipe 2024 impulsiona turismo em Pacatuba

Município detém a maior reserva de água do Estado, reunindo pântanos, manguezais, dunas, mar, além de deliciosa gastronomia e belo artesanato

Publicação: 29/01/2024

Grande público foi curtir o Verão Sergipe, em Pacatuba                           Foto: Johnny Canon

Pela primeira vez, Pacatuba, município no Baixo São Francisco, a 116 quilômetros da capital, Aracaju, foi sede do Verão Sergipe. A segunda etapa do evento, composto por cinco outras fases no total, foi realizada entre os dias 19 e 21 de janeiro. Milhares de pessoas foram curtir a programação múltipla, que ofereceu competições esportivas, apresentações de grupos folclóricos, exposição e feira de artesanato, além de shows artísticos com atrações sergipanas e nacionais.

O Verão Sergipe em Pacatuba foi, acima de tudo, a oportunidade de interiorizar o segmento turístico, divulgando os atrativos e toda a potencialidade daquela região. Foram apresentados aos visitantes e turistas as diversas belezas do município que vão muito além da capital, Aracaju, e dos roteiros turísticos já consolidados no estado. Afinal, o litoral norte tem muito a oferecer, inclusive, com locais pouco conhecidos do grande público, como o Pantanal Nordestino.

Croa dos Pescadores, em Ponta dos Mangues

Vale destacar que Pacatuba detém a maior reserva de água do Estado, reunindo em seu território pântanos, manguezais, remanescentes de Mata Atlântica, dunas, mar e uma fauna muito rica. É um exemplar único em todo o Nordeste, com a presença de ecossistemas bem-preservados que garantem uma biodiversidade inigualável. Ponta dos Mangues, onde aconteceu a festa artístico-esportiva, por exemplo, é uma praia de rara beleza, excelente para a prática de esportes náuticos e contemplação da natureza. Considerada uma das mais belas do Nordeste, está localizada na Reserva Biológica de Santa Isabel.

Destaque-se, ainda, a deliciosa gastronomia servida em bares e restaurantes da cidade. A maioria dos pratos é preparada com ingredientes como camarão, aratu e ostra, esses dois últimos, encontrados em abundância nos manguezais. Claro que também são servidas delícias às base de peixe, como moquecas, e petiscos, como caldinhos e pasteis de sururu e massunim.

Bolsas de taboa, que é uma espécie de palha

Mas nem só de belezas naturais é feita a cidade de Pacatuba. O artesanato de taboa, uma espécie de palha encontrada nas 46 lagoas do Pantanal Nordestino, é famoso na região. Os produtos revelam cultura, criatividade e empreendedorismo das muitas artesãs. Das mãos talentosas delas, surgem itens como bolsas, sousplats, chapéus, pufes, descansos de panela, entre outros.